Feriado da padroeira de Magé

1o-distrito-igreja-nossa-sra-da-piedadefoto-jorge-luizNo começo do século XVIII, o arraial, hoje Largo da Matriz, começava a povoar-se nas terras doadas por D. Joana de Barros, viúva do capitão Inácio Francisco de Araújo, 50 braças de terra quadrada na paragem chamada “Caminho Grande” de sua Fazenda Magepe-Mirim.

A construção da Igreja dedicada a Nossa Senhora da Piedade de Magepe, iniciou-se em 1747, e foi aberta ao culto em 1750. Sendo vigário o padre Felipe de Siqueira Unhão. Neste período os altares laterais eram pintados diretamente nas paredes de pedra e cal.

Ainda hoje se pode observar os restos destas pinturas históricas num altar lateral, pertencente a São José.

A igreja, que tem o nome da padroeira da Cidade, guarda rico acervo de imagens barrocas no recôncavo e mantém tradicionais missas católicas.

Fonte: www.mage.rj.gov.br